|Sabiá|

A letra é de Chico Buarque com música de Tom Jobim [e há até quem diga que este acrescentou dois versos que se encontram gravados numa outra versão].

Foi apresentada em Setembro de 1968, tendo sido bastante criticada na altura.

Aqui surge na voz de Carminho e António Zambujo, com arranjos musicais de Jacques Morelenbaum, no Prémio da Música Brasileira 2013.

Hoje estarei na companhia destes senhores…

 

 

 

|Sabiá|

Para bater à porta...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s